Que tipo de experiência sua empresa produz?

Que tipo de experiência sua empresa produz?

Economia_da_Experiência

Que tipo de experiência sua empresa produz? Se você nunca pensou nessa pergunta é provável que seu negócio possua capacidade ociosa de geração de lucro. Pois, gerar experiências para os clientes proporciona retornos muito mais significativos pelo simples fato de estar vendendo emoção e não lógica.

A importância de estabelecer uma experiência positiva para seus clientes

Saber a relevância de um atendimento de excelência para seus clientes é entender o caminho para o sucesso. Pois, segundo a teoria da Economia de Experiência desenvolvida por James Gilmore e Joseph Pine, a tendência do consumo no século XXI que é a busca por autenticidade e é esse fator que agrega valor a um produto ou serviço.

Para compreendermos melhor essa teoria e suas formas de aplicação vamos apresentar três pontos chaves.

1.Não seja “o mais do mesmo”!

Busque destaque, ou seja, vá além das famosas frases de missão e visão, por exemplo, “buscamos nos tornar a melhor empresa no ramo tal em tantos anos” ou “atender as necessidades de nossos clientes com responsabilidade, ética e transparência”.

Pois o comum qualquer um faz, então apresentar sobre o que e como se faz, é muito fácil e a maioria das empresas já possuem isso.

Agora expor a causa que move a todos da sua empresa é um ponto raro que poucos negócios conseguem fazer.

É importante lembrar que fazer o que você faz e usar os instrumentos e processos que você utiliza é fácil de ser reproduzido. Pode até levar um tempo, certo investimento em aprendizado, mas ainda é possível fazer igual.

Entretanto, o motivo, a razão isso é muito difícil de ser copiado. Porque, cada ser humano é diferente sendo nós impulsionados a agir e pensar por situações distintas.

Para que você não seja “mais do mesmo”. O seu motivo precisa estar alinhado com a sua história, valores e experiências de vida.

2.Experiência positiva: a palavra do momento!

Uma experiência positiva de consumo cria para seu cliente momentos memoráveis e isso agrega muito valor em seu produto ou serviço. Vou lhe mostrar um exemplo.

Você já tomou um café na Starbucks? Se sim, você deve saber que o valor de um café lá é bem mais elevado que o de outros locais, não é verdade? Mas a Starbucks deixa de ter clientes por isso? O que faz com que paguemos R$18 em um café? A experiência!

Você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com sua empresa. Simples, se a experiência for inesquecível, a compra também será! Por isso, preste atenção nos seguintes elementos:

  • Mudar a maneira de pensar a respeito de sua empresa e produto. Insira sua identidade naquilo que você apresenta para seu cliente.
  • Cuidar da estética do ambiente de sua empresa, pois ela envolve e maravilha seu cliente. Cause alto impacto nos seus clientes com as características de seu produto ou serviço.
  • Fazer com que seu cliente perca a noção do tempo ao entrar em sua empresa. Faça-o ficar tão envolvido com seu produto, a ponto de perder a noção do tempo e entre naquilo que Daniel Goleman chama de “estado de fluxo”.

Traga para seu cliente o que diferencia seu produto ou serviço os demais. Tenha disponibilidade para atendê-lo.

A experiência positiva, é, portanto, aquela que é inesquecível, que traz entretenimento, informação, alto impacto estético e que faz com que seu cliente perca a noção do tempo.

3.Foque no cliente: use e abuse da economia de experiência

Se sua empresa possui um motivo genuíno e verdadeiro, seus produtos são apresentados com sua identidade, envolvendo sua alma e coração. Logo, a experiência do seu cliente com certeza será extremamente agradável.

E, acima de tudo, respeite as pessoas. Não force ninguém a fazer ou comprar aquilo que não quer. O processo de compra é antes de tudo envolve emoção.

Para mais conteúdo.

Como a mentoria pode ajudar na gestão da sua empresa?

Comentários desativados