Aprenda a separar as finanças da empresa das contas pessoais.

Aprenda a separar as finanças da empresa das contas pessoais

Não misture as despesas! É importante compreender que você é uma pessoa física e sua empresa é uma pessoa jurídica. Ou seja, não são a mesma pessoa, e devem manter suas finanças, também, de maneira independente.

Em outras palavras: caso você não possua capital para cobrir uma despesa, não busque esse recurso no caixa do seu negócio. Da mesma forma, caso seu empreendimento não tenha dinheiro para liquidar uma conta, não tire esse valor diretamente do seu bolso.

Mantenha contas bancárias separadas

Gerir as receitas e as despesas de duas pessoas utilizando uma mesma conta bancária não é uma boa ideia. Mesmo que você tenha uma ótima noção de gestão, é praticamente impossível que os valores não se tornem confusos em algum momento.

Abrir uma conta bancária específica para a sua empresa é sempre a melhor saída. Atualmente os bancos oferecem modelos de contas bem acessíveis e com muitas vantagens direcionadas para pessoas jurídicas.

É comum que, ao abrir uma conta bancária empresarial, a instituição financeira lhe conceda um cartão corporativo para as transações de seu negócio. Esse cartão deve ser utilizado unicamente para gastos da empresa. Caso contrário, seus esforços para dividir suas contas empresariais e pessoais irão por água abaixo.

Ter contas correntes, cartões e despesas controlados separadamente permite que adversidades na vida privada não contaminem as finanças corporativas e vice-versa. Compreender claramente como o empreendimento se mantém é a única forma de administrá-lo de maneira consciente. A separação total de orçamentos também evita problemas tributários e levanta o poder de crédito da sua companhia.

Comentários desativados